Apresentação

Os atendimentos que serão executados por mediações tecnológicas da informação e da comunicação e que estão previstos nos meus serviços enquanto profissional psicóloga estarão alinhados com todas as especificidades descritas na RESOLUÇÃO Nº 11, DE 11 DE MAIO DE 2018.

Todas as pessoas que receberem os serviços alicerçados na interação tecnológica serão antes informadas sobre os princípios estruturais de execução de atendimento.  A explanação estará dedicada para manifestar a vigilância e incumbência para manter vigente os termos qualidade, apropriação do senso de dignidade sobre a natureza desses serviços, conhecimentos e técnicas fundamentados na ciência psicológica, na ética indicada na legislação profissional, bem como qualquer parâmetro que indique compromisso com a profissão em toda a sua manifestação.

Estes informes serão realizados e redigidos em contratos, especificados em uma cartilha digital e comunicado no encontro inicial de enquadramento. Segue abaixo o que será propositado:

bloco 7 landingpage desk fundo.jpg

Os Serviços de Psicologia

Os serviços de psicologia que serão ofertados através da mediação tecnológica e de comunicação estão listados como:

- Consultas e/ou atendimentos psicológicos, com indicação de procedimentos sistematizados com vistas à avaliação, orientação e/ou intervenção em processos individuais e grupais;

- Processos de Seleção de Pessoal;

- Supervisão técnica dos serviços prestados por psicólogas e psicólogos nos mais diversos contextos de atuação.

O público que receberá os serviços:

- Pessoas que estão restritas ao leito ou à sua residência devido o impedimento ocasionado pela debilidade da saúde ou gravidez de risco;

- Pessoas que estão resididas ou estabelecidas em locais que o serviço de psicologia está inacessível;

- Pessoas que trabalham, estudam ou viajam para o exterior;

- Pessoas que moram em países em que o Português não é o primeiro idioma;

- Pessoas em que a falta de tempo e o tráfego intenso se fazem um impeditivo no contexto atual de vida.

 

As pessoas supracitadas incluem:

- Crianças;

- Adolescentes;

- Adultos;

- Idosos;

- Casais e

- Família.

Quando os atendimentos estiverem destinados às crianças e adolescentes serão realizados com os pais ou responsáveis legais a apresentação e assinatura de um termo de consentimento referindo horários, honorários, assunção da responsabilidade no caso de faltas, tempo de duração da sessão e participação dos envolvidos.

Estão exclusos do formato de atendimento mediado por tecnologias:

- Pessoas e grupos que se encontram em situação de urgência e emergência;

- Pessoas e grupos em situação de desastres;

- Pessoas e grupos em situação de violação de direitos ou de violência.

No alcance às pessoas com deficiência serão respeitados as especificidades e adequação dos métodos e instrumentos na forma da legislação vigente à este público.

Abordagem

As abordagens que irão engendrar os atendimentos trazem concordância entre suas bases epistemológicas a orientação da análise existencial. “A psicoterapia terá como objetivos proporcionar ao próprio sujeito (paciente) uma compreensão de si e uma reestruturação das suas formas de estar no mundo e comunicar-lhe que há nova possibilidades de existir, devolvendo-lhe a capacidade de dispor de suas possibilidades mais próprias e autênticas de existência.”  (FIGUEIREDO, 2008)

As técnicas psicoterapêuticas estão fundamentadas nas abordagens que são intercambiáveis, complementares, multifacetadas e que permitem técnicas metodológicas multissistêmicas. Todas são derivadas dos princípios básicos da psicanálise e por este percurso evita-se métodos, procedimentos, linguagens e tecnologias provenientes de matrizes teóricas que são distintas e um consequente ecletismo teórico. Recorre-se a uma articulação que seja impeditiva para incoerências e que venha resultar em vulnerabilidade prática.

Na sequência apresento-lhes as técnicas:

-Psicoterapia psicodinâmica e

- Hipnoterapia Erickssoniana.

Testes Psicológicos

Os instrumentos psicológicos estarão devidamente regulamentados por resolução permanente, com parecer favorável do Sistema de Avaliação de Instrumentos Psicológicos (SATEPSI), com padronização e normatização correlacionadas às finalidades condizentes.

Mediação Tecnológica e de Comunicação

Para superar a distância espacial, os atendimentos propostos serão mediados por vídeo chamadas, chats ou e-mails e contarão com interação síncrona e assíncrona.

A Ambientação

Um cômodo será exclusivo para a realização dos atendimentos que seguirá a seguinte estruturação:

- Atenção com iluminação artificial uniforme com permissão de controle de intensidade para projeção audiovisual qualificada;

- Cuidados com a sonorização através de isolamento acústico, tanto para que não haja interferência de ruídos externos no momento das transmissões como para garantir o sigilo;

- Disposição de equipamentos e dispositivos de exibição e de captação como: câmeras, notebooks, acessório de fixação, fones e microfones.

O Sigilo

A proteção da informação e a segurança de dados dos atendimentos e das pessoas atendidas serão amparados em recursos diversos. Diligências estarão ordenadas e orientadas por ações que tem como fim aplacar riscos e garantir a continuidade das operações da prestação do serviço de psicologia.

Sendo assim os recursos alocados serão:

- Prevenção e combate de ataques virtuais;

- Detecção e correção de vulnerabilidades nos ativos de TI;

- Proteção de informações armazenadas virtualmente;

- Estabelecimento de diretrizes para o gerenciamento de informações;

- Gerenciamento do acesso de pessoas aos dados.

 

Estas medidas estarão baseadas nos 3 princípios fundamentais da segurança da informação. São eles:

- Confidencialidade: caucionar o sigilo das informações;

- Integridade: sustentar a inteireza e a sobrevivência dos dados;

- Disponibilidade: Atertar de que as informações estarão disponíveis sempre que for necessário

 

O plano virtual e a abstração dos dados serão geridos por uma infraestrutura de tecnologia que inclui:

 

No dispositivo de smartphone:

- Manter o sistema operacional atualizado;

- Antivírus instalado;

- Evitar instalação de apps que não estejam publicados na loja oficial;

- Configuração de uma senha de bloqueio do aparelho;

- Configuração de uma senha de dupla autenticação no WhatsApp, isso evita o ataque de "clonagem" do número;

- Ativação de notificações de segurança, que avisam caso a chave pública de um contato tenha sido mudada;

- Manter o uso do dispositivo como exclusivo do profissional.

 

No dispositivo Desktops:

Serão instalados antivírus nos Desktops.  Abaixo listados os critérios para a seleção do Software de antivírus:

- Ofertar Web Protection com o fim de bloquear fraudes online, sites infectados e links maliciosos, bem como também bloquear golpes de phishing.

 - Ofertar detecção para proteger contra e remover softwares maliciosos.

- Restaurar arquivos que foram modificados ou substituídos por um vírus ou malware, visando o máximo da segurança cibernética.

- Sempre que possível, estabelecer conexões seguras, protegidas por VPN.

 

Backups

Todo conteúdo digitalizado não somente estará recebendo tecnologia e processamento para permanecer assegurado de invasões cybercriminosas mas estará imerso também em um plano de backup aplicado para condizer com processos de recuperação de dados em situações de possíveis perdas.

Será utilizado uma abordagem para aumentar a resiliência crucial de dados para caso de intervenções externas como por exemplo erros humanos, tragédias ou ações de intrusos. A estratégia que será utilizada é denominada “regra de backup “3-2-1” .

Serão pelo menos três cópias de backups separados sem influência uma sobre a outra de forma híbrida, ou seja, localmente e remotamente.

Essas cópias serão armazenadas em dois dispositivos fisicamente independentes sem sincronização de dados cruzados, nem acesso de qualquer tipo.

Uma cópia será colocada em um disco rígido interno e a segunda armazenada em uma unidade HD externo.

Um upload da referida cópia será viabilizado por soluções de armazenamento geo-redundantes nas nuvens.

 

A rotina de Backup:

Os backups serão programados para serem feitos automaticamente, uma vez que as cópias manuais estão propensas a erros e esquecimentos. As cópias automáticas serão com periodicidade certificadas de que realmente estão sendo executadas, desta forma evitará a consequência de arquivos corrompidos ou falhas no sistema.

 

Abaixo listados os critérios para a seleção do Software de Backup, será imprescindível que oferte:

- Solução de backup e sincronização de arquivos abertos ou bloqueados,

- Sincronização inteligente;

- Agendamento automático;

- Recursos de customização performática.

- Não ofertar prejuízos na usabilidade das HDS envolvidas.

 

Armazenamento de dados confidencias em discos locais e externos

Serão utilizados softwares que permita criar áreas de armazenagem privada que ficam escondidas em setores do disco rígido local ou em mídias externas. Desta forma será ocultado o acesso de qualquer pessoa sem permissão para visualizá-los. Os arquivos estarão completamente invisíveis e criptografados até a ordem de concedimento de senhas.

Os critérios de seleção do software de armazenamento de dados são:

- Permitir a criação de um disco criptografado virtual e tratá-lo como disco real;

- Criptografar partições inteira ou todo o dispositivo de armazenamento;

- Ofertar criptografia automática e, em tempo real;

Segurança na nuvem

Para o backup remoto contaremos com serviços terceirizados que apresentam uma narrativa de conhecimento e experiência e apresente liderança no setor para o desenvolvimento de infraestruturas e aplicativos em nuvem escaláveis.

Critérios utilizados para a seleção de provedor de armazenamento de dados, nas nuvens:

- Que especifique o projeto de segurança e a proteção dos dados no projeto dos data centers com modelo de segurança física contra possíveis invasores; 

- Que apresentem suporte de especialistas de segurança para analisar as arquiteturas propostas e fazer análises de códigos para identificar vulnerabilidades na segurança e entender melhor os diferentes modelos de ataque em um novo produto ou recurso;

- Que disponibilize o recurso de criptografa do conteúdo durante a transferência entre nossos servidores e os de outras empresas;

-Que oferte o gerenciamento de endpoints, possibilitando o bloqueio de tela e senhas fortes, além de limpar dados confidenciais com a exclusão permanente do dispositivo ou a exclusão seletiva das contas operacionais. Também que possibilite bloquear o acesso a sessões específicas dos browsers estranhos;

- Que oferte e-mails 100% e criptografia reforçada quando houver transferências entre os data centers, ou seja, assegurar a proteção das mensagens não apenas quando elas trafegam entre seus dispositivos e os servidores, mas viabilizar sistema de alerta quando e-mails são enviados de forma não segura entre provedores;

- Que o provedor traga a cautela e filtros ao receber mensagens de remetentes desconhecidos com anexos.

Rede de Conexão de Internet

Não serão utilizadas contas em internet abertas ao público, considerando que alguém, mal  intencionado, pode estar se utilizando desta rede para instalar malwares e backdoors nos dispositivos. Sempre será preferível acessar a internet da própria rede ou alguma rede que tenha codificação WPA ou WPA2.

Plataformas e aplicativos de atendimento

Serão integradas três vias de acessos para possível migração de plataformas e aplicativos quando a vigente se fizer inconstante por qualquer razão técnica.

Será imprescindível que as plataformas utilizem algumas certificações, sendo estas:

- A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), aprovada e que entrará em vigor no Brasil em agosto de 2020.

- O Regulamento  Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD) (UE) 2016/679, regulamento do direito europeu sobre privacidade e proteção de dados pessoais, aplicável a todos os indivíduos na União Europeia e Espaço Económico Europeu que foi criado em 2018. Regulamenta também a exportação de dados pessoais para fora da UE e EEE.

- A Lei de Portabilidade e Responsabilidade dos Planos de Saúde (Health Insurance Portability and Accountability Act, HIPAA), de 1996, dos Estados Unidos que regulamenta a coleta e o manuseio de informações protegidas de saúde.

De forma geral os certificados exigem que as plataformas ofertem:

- Formas de assegurar a confidencialidade, integridade e disponibilidade das informações digitais;

- Forma de identificar e proteger contra ameaças razoavelmente antecipadas à segurança ou integridade da informação;

- Forma de proteger contra usos ou divulgações razoavelmente antecipadas, inadmissíveis.

- Que o responsável pelo tratamento dos dados pessoais declare claramente qualquer recolha de dados, declare qual o enquadramento jurídico que permite essa recolha, a finalidade do processamento de dados, quanto tempo vão ficar armazenados os dados e se esses dados serão partilhados com terceiros;

- Que os utilizadores tenham o direito de exigir uma cópia dos dados recolhidos em formato comum e o direito de exigir que esses dados sejam eliminados em determinadas circunstâncias;

- Que as autoridades públicas e as empresas cuja atividade se centre no tratamento regular ou sistemático de dados pessoais sejam obrigados a ter um datacenter e

- A Comunicação de qualquer violação de dados no prazo de 72h quando isso tenha qualquer efeito adverso na privacidade dos envolvidos.

Registros de prontuários

Os registros de prontuários serão realizados em softwares que ofertem uma projeção linear convencional e de mapeamento mental. No segundo caso o aplicativo ofertará gestão de informações para representar o relacionamento conceitual existente entre informações que normalmente poderão estar fragmentadas, difusas e pulverizadas no percurso de atendimento.

Critérios utilizados para a seleção de editores para o registro dos prontuários:

- Que defina seus limites de segurança na rede no que tange tráfego de dados;

- Que defina a segurança da conta de armazenamento com a verificação em duas etapas, também conhecida como dois fatores ou autenticação multifatorial;

- Que oferte proteção frente aos serviços de Internet com autenticação de qualquer outro aplicativo;

- Que apresente políticas de privacidade claras frente a retenção e exclusão de dados;

- Que permita visualização aos momentos de acesso recentes e endereços IP para cada aplicativo conectado a conta com um histórico de acesso exclusivo;

- Que oferte criptografia padrão da indústria para proteger os dados em trânsito e em descanso.

- Que opere uma estrutura híbrida, utilizando uma combinação de serviços na nuvem e data centers físicos com infraestrutura de monitoramento.

Contrato de Prestação de Serviços

Os atendimentos psicológicos serão ofertados após a assinatura eletrônica de um contrato que sintetizados ofertará clausuras que abrangerá os pontos a seguir: 

- Todos atendimentos psicológicos mediado por tecnologias da informação e comunicação serão obedientes ao disposto na legislação específica do Conselho Federal de Psicologia (CFP) e na Resolução CFP 011/2018.

- O período compreendido, o valor e a forma de pagamento estipulado entre as partes.

- A disposição para viabilidade de qualquer disputa ou conflito será legislado pela legislação brasileira vigente com relação à prestação de serviços pela internet, mais precisamente a Lei 13.709, de 14 de agosto de 2018, e será dirimido perante o Conselho Regional de Psicologia e o Conselho Federal de Psicologia.

- Sobre as responsabilidades quanto o acesso e a qualidade da conexão da Internet, interrupções por falhas e as condições de onerosidade.

- Vias de atendimento: chat e/ou vídeochamada e/ou e-mail.

- Contraindicações impeditivas para o atendimento e a necessidade de encaminhamentos quando se fizer necessário.

- Condições e adequação de ambiente que sejam condizentes com a viabilidade do sigilo e da privacidade.

- Obrigatoriedade sobre o uso de dispositivos pessoais, com recursos de segurança digital e a não alternância de conectividade com outros aplicativos ou pessoas durante os atendimentos.

- A questão do sigilo por parte do psicólogo e a pessoa atendida e todas as supostas intervenções que podem ferir o resguardo da intimidade dos envolvidos, como gravações, cópias e divulgações de informações provenientes dos atendimentos.

- Sobre arquivamento das documentações e registros oriundos dos atendimentos, bem como estratégias e tempo de armazenamentos, acrescidos das descrições do como são sistematizadas a rotina de segurança virtual.

- Esclarecimento sobre a inviabilidade de vinculações digitais nas redes sociais com contas pessoais do profissional.

- A responsabilização sobre a veracidade e exatidão dos dados pessoais fornecidos pela pessoa que receberá o atendimento. Informe sobre o processo de verificação da identidade através de plataformas que permitam a efetividade de tais serviços.

- O esclarecimento sobre expectativas de segurança total ao utilizar serviços através na Internet devido a sua vulnerabilidade em relação a invasão de websites e outros atos ilícitos.

- O fornecimento de formas de contatos para casos de emergência e por parte do profissional a apropriação de recursos locais dentro da área geográfica do paciente que dê acesso a encaminhamentos para atendimentos presenciais.

- Informar sobre recursos de validação da autorização do exercício profissional frente ao Conselho Federal de Psicologia.

- A viabilidade de rescisão unilateral do contrato por qualquer uma das partes envolvidas, seja por impossibilidade ou decisão de não continuidade da vinculação dos serviços ou a quebra de algumas das cláusulas contratuais.

 

Validação de Dados

Os dados cadastrais ofertados pela pessoa que irá receber o atendimento será validade no site da Receita Federal. Desta forma será verificado a situação dos dados através do CPF e se o registro está ativo.

Assinaturas

O termo das assinaturas eletrônicas será efetivado nos contratos de prestação de serviços pela operadora que ofertar registros em múltiplos pontos de autenticação do signatário, tais como o endereço de e-mail, endereço de IP, assinatura na tela, nome e CPF comparados junto à Receita Federal com validade jurídica.

 A operadora visará garantir uma “impressão digital” do documento. Todas as informações relevantes ao processo de assinatura deverão ser registradas em eventos. O evento deve possuir um extrato com dados sobre a identificação e autenticação dos signatários, integridade do documento e data e hora das assinaturas.

Os documentos deverão estar em cofres criptografados, no qual só os proprietários têm acesso aos documentos que criam e com mecanismos de controle de acesso.

Através da sincronização com referidos observatórios, o Carimbo de data e hora atestará o momento exato em que o contrato eletrônico receberá a assinatura eletrônica. Desta forma, garantirá a veracidade das informações e que o documento não sofreu adulteração no intervalo de tempo entre a assinatura e a consulta ao documento.

A assinatura eletrônica está amparada pela Medida Provisória nº 2.200-2/2001, que instituiu a Infra-Estrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil para garantir a autenticidade, a integridade e a validade jurídica de documentos em forma eletrônica.

Período de Armazenamento

Os documentos decorrentes de avaliação psicológica, bem como todo o material que os fundamentou e prontuários serão armazenados pelo prazo mínimo de 5 anos. Este período pode vir a ser estendido quando a lei determinar judicialmente, ou ainda em situações específicas que se mostrar e fizer importante, por razões diversas. Os registros estarão disponíveis para eventual solicitação da Comissão de Orientação e Fiscalização do CRP competente.

 

Formas de Pagamento dos Serviços

Será utilizado uma plataforma que mediará a extração de dados de uma imagem de Carteira de Habilitação e Registro Geral através da tecnologia de OCR (Optical Character Recognition), utilizada para reconhecer caracteres a partir de um arquivo de mapa de bits sejam eles escaneados, para obter texto editável por um computador. Após a prestadora de serviços verificará a integridade dos documentos de forma automatizada e integrada.

Verificação e validação de identificação de Registro Civil

Será utilizado uma plataforma que mediará a extração de dados de uma imagem de Carteira de Habilitação e Registro Geral através da tecnologia de OCR (Optical Character Recognition), utilizada para reconhecer caracteres a partir de um arquivo de mapa de bits sejam eles escaneados, para obter texto editável por um computador. Após a prestadora de serviços verificará a integridade dos documentos de forma automatizada e integrada.

Nomeação das plataformas, aplicativos e softwares de terceiros

As plataformas, aplicativos e softwares listados abaixo que foram eleitos para o projeto de segurança digital e mediação tecnológica e comunicação podem ser substituídos por outro condizente quando apresentar instabilidade técnica, falta de suporte, inadequação aos critérios no decorrer dos serviços prestados, ferir princípios que sustentem a qualidade e a ética norteadoras da Psicologia.

Backup: SyncBackPro

Armazenamento de dados confidencias: VeraCrypt

Armazenamento na nuvem: GSuite

Plataformas de atendimento de vídeochamada e chat: Doxy.me e Hangout

Interação via E-mail: Provedor integrado ao Gsuite

Registros de prontuários: Formulários integrados ao armazenamento do Gsuite | Mindmeister

Assinaturas eletrônicas: D4Sign

Formas de Pagamento: Asaas | Picpay | Pagseguro

Verificação e validação de identificação de Registro Civil: IDwall

ADMINSGDO - Sistema Gerenciador de Documentos Online

Em contrapartida aos softwares terceirizados, está sendo realizado um investimento para tornar a gestão de documentos digitais independente, ou seja, está sendo desempenhada a construção de uma plataforma personalizada para atender as especificidades mais pontuais. Este sistema chamado SGDO está em desenvolvimento e futuramente será implementando.

O SGDO – Sistema Gerenciador de Documentos Online, como o próprio nome sugere é um projeto Multiplataformas (Windows, Linux ou IOS) cuja finalidade é gerenciar documentos online. Baseado na plataforma PHP + MySQL ou MariaDB, instalado num servidor remoto, portanto num ambiente “IN CLOUD”. Estas plataformas estruturantes antes citadas linguagens interpretadas livre, usada originalmente apenas para o desenvolvimento de aplicações presentes e atuantes no lado do servidor, capazes de gerar conteúdo dinâmico na internet.

Para a segurança das informações ou dos Dados, o Sistema conta com “Autenticação de Usuário” baseada na Autenticação Multifator. Quando se dá uma alteração de equipamento no momento da autenticação do Login ao acessar o Sistema, um Código de Acesso válido por 5 minutos é enviado para o e-mail cadastrado do usuário que está solicitando a nova conexão e serve para concluir a validação do Login. Com isso é possível saber se o Login está sendo feito pelo proprietário da Conta ou é uma tentativa de invasão por terceiros.

Os Dados do Usuário e dos Clientes, tais como: CPF, RG, Endereço e outros de relevâncias são armazenados no Banco de Dados do Sistema com Estrutura Mysql ou MariaDB num servidor de Hospedagem de sites gerenciado por um Sistema WHM/Cpanel – Apache 2.0 + PHP 7.0, que são painéis que permitem a habilidade de gerenciar múltiplos sites.

Os Backups do Banco de Dados são todos Cryptografados com tecnologia SHA1 e só podem ser restaurados através do próprio sistema, impedindo que o mesmo possa ser espelhado fora do local de hospedagem por outros bancos de dados MySQL. Em criptografia, SHA-1 é uma função de dispersão criptográfica projetada pela Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos e é um Padrão Federal de Processamento de Informação dos Estados Unidos publicado pelo Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia.

Para garantir ainda mais a privacidade e o sigilo dos dados, campos considerados críticos pela sua privacidade, são submetidos ao processo de codificação com Base64 ou SHA1 com uma chave privada do usuário que é gerada no momento do seu Cadastramento. Base64 é um método para codificação de dados para transferência na Internet. É utilizado frequentemente para transmitir dados binários por meios de transmissão que lidam apenas com texto.

O Sistema tem por objetivo gerar de forma automática arquivos no formato PDF a partir do Banco de Dados dos principais documentos utilizados no processo de atendimento, tais como: Contratos, Recibos e Boletos e outros. Esses documentos gerados no formato PDF recebem uma Senha gerada automaticamente, baseada em informações que é do conhecimento somente do destinatário, e será utilizado para abrir os mesmos com o uso de visualizadores genéricos, por exemplo “Adobe Reader”, garantido assim o sigilo das mesmas contra o acesso de terceiros não autorizados ou que não tenham o conhecimento da senha.

O Sistema permite ainda controlar “A Data e Hora” e para “Quem” foi enviado o documento, permitindo saber quantas cópias originais existem em circulação. 

Outro fator é a pesquisa, que permite saber rapidamente quando um documento foi criado, para quem foi criado e quando foi enviado. E essas informações pode serem confrontadas com o “QRCODE” anexado no documento em questão, que permite realizar uma pesquisa rápida ao sistema para obter a sua autenticação.

O Sistema ADMINSGDO tem por objetivo facilitar o gerenciamento de Documentos PDF com características consideradas críticos devido o sigilo dos dados.

Divulgação

Toda a publicidade profissional dos Serviços descritos nesta proposta, independente dos meios de mídias que venham a ser utilizadas, estará fundamentada no expresso do Artigo 18 e 20 do Código de Ética Profissional do Psicólogo, ou outra que venha substituí-la, de forma a não contrariar nenhuma norma.

Contratação de Serviços Administrativos

Qualquer pessoa que venha em algum momento se vincular como colaborador para dar apoio administrativo, financeiro ou de gestão e tiver acesso a dados pessoais deverá assinar um termo de confidencialidade ou acordo de confidencialidade que descreva as condições em que as informações permanecerão privilegiadas e privadas. Ao assinar este tipo de documento, as partes prometem não divulgar informações compartilhadas com elas. Essas não terão acesso a prontuários das pessoas atendidas e que serão redigidos pelo profissional psicólogo.

Conclusão

A proposta de Serviços de Psicologia mediado por Tecnologias da Informação e da Comunicação intencionou e se dedicou em toda a sua abrangência arquitetar formas e meios de empreender crucialmente os pontos abaixo sintetizados:

- Concluir e se compromissar quanto a atualização do cadastro profissional junto ao Conselho Regional de Psicologia em conformidade com a Resolução CFP Nº 11/2018.

- Apresentar o conteúdo e meios de instituir com as pessoas que serão atendidas um contrato de prestação de serviços enquadrando processos imprescindíveis para a subsistência da segurança e sigilo no que tange acesso aos aparatos e armazenamento das informações que veicularão a prestação dos serviços.

- Manifestar a convenção da realização dos registros documentais provindos e decorrentes da prestação de serviços psicológicos que serão deliberados em concordância com a legislação vigente e regulada pelo Conselho Federal de Psicologia, bem como esses serão preservados pelo período proposto pelo regimento estabelecido.

- Deliberar os recursos de tecnologia da informação e comunicação, adequando-os do ponto de vista teórico, metodológico, técnico e ético da Psicologia, para prestação dos serviços, visando a eficácia do cumprimento dos objetivos do trabalho e para o melhor benefício dos envolvidos.

- Manifestar as práticas de divulgação e o como serão ofertadas, sempre em conformidade com as normas éticas da profissão, com devido evidencias e consubstancias na ciência psicológica.

Referência Bibliográfica

FIGUEIREDO, Luis C. Matrizes do Pensamento psicológico. 14. ed - Petrópolis, RJ: Vozes, 2008

 
RODAPE peq.jpg
 
CONTATE-NOS

Obrigado pelo envio!

bloco 12 landingpage fundo 1 desk.png
RODAPE_edited.jpg